Ministério do Ambiente associa-se ao Zoom Smart Cities

Porque política é governação e porque a governação deve ser estrategicamente pensada, planeada, executada, a bem da sustentabilidade e progresso dos territórios, o ministério do Ambiente, vai estar representado no Zoom Smart Cities, que decorre a 18 e 19 de maio, em Lisboa. O Zoom Smart Cities foi pensado e planeado como um palco para dar voz a quem decide e quem gere, quer na administração central quer na administração local, mas, essencialmente, para dar voz e oportunidade de partilha a quem pensa, investiga e vive as cidades, nas suas mais diversas componentes. Saskia Sassen, que vai marcar presença no evento no dia 18 de maio, uma das maiores pensadoras do momento, vem responder a uma questão fundamental: A quem pertencem as nossas cidades? A resposta parece simples e óbvia: aos cidadãos. Mas será, efectivamente, assim em todas as cidades. Os cidadãos são tidos em conta nas políticas que se

Zoom Smart Cities um evento internacional à escala das pequenas, médias e grandes cidades

Como é possível projectar um Congresso Internacional sobre Smart Cities que responda às necessidades das pequenas, médias e grandes cidades? Simples! Democratizando o acesso à informação e ao conhecimento, reunindo num mesmo espaço especialistas conceituados nas mais diversas áreas de acção da vida urbana. Assim está a ser trabalhado o ZOOM Smart Cities, um evento de dimensão mundial, que se realiza na capital portuguesa, nos dias 18 e 19 de Maio. Não há receitas simples nem poções mágicas para construir uma cidade inteligente, assim como não há soluções estandardizadas que sirvam a todas as cidades. É nas particularidades, no detalhe, na identidade e na realidade de cada cidade que se deve procurar a solução inteligente, sempre de dentro para fora, de baixo para cima. Mas para isso é imprescindível o acesso à informação, ao conhecimento, é necessário saber o que dizem os especialistas, conhecer casos de estudo, conhecer ferramentas e

Pacto dos Autarcas junta-se ao ZOOM Smart Cities

A iniciativa europeia Pacto dos Autarcas vai marcar presença no ZOOM Smart Cities 2016, a ter lugar nos dias 18 e 19 de Maio em Lisboa. O primeiro dia do encontro arranca com um evento paralelo coordenado pelo Pacto dos Autarcas, dando, desta forma, o pontapé de saída para a mais importante conferência internacional sobre cidades inteligentes a ter lugar em Portugal… O Pacto dos Autarcas será o organizador de um dos side events da conferência Zoom Smart Cities: um workshop que visa apoiar os municípios no contexto dos esforços que têm feito para o financiamento e implementação de medidas dedicadas à eficiência energética e energias renováveis. Durante o evento, irão também ser apresentados o novo enquadramento e metas do Pacto dos Autarcas para o Clima e Energia.

Porquê pensar as cidades?

As cidades são um tema quente atualmente, é nas cidades que muita inovação ocorre, são as cidades que têm de lidar com inúmeros problemas, são as cidades que, de forma inteligente, procuram encontrar soluções para se manterem sustentáveis, saudáveis e prósperas. Vivemos um período ímpar na história com uma migração mundial em massa em direção às cidades. Para uns é um sinal positivo, para outros uma dor de cabeça. As cidades inteligentes sabem o que querem e o que precisam. Contornar as mensagens de facilidade e de prosperidade simplista devem ser temas incontornáveis na cidade. Comunicar de forma honesta e transparente o que se é na verdade, é uma das formas mais sinceras de se ligar aos cidadãos. E estes se ligarem com a cidade. Compreendendo-a. Aceitando-a. Ajudando-a. É com esta consciência que o ZOOM SMART CITIES nasce. Um Congresso Internacional, que decorre nos dias 18 e 19 de maio,

ZOOM Smart Cities abre oportunidade para os municípios

O Congresso Internacional ZOOM Smart Cities, que acontece nos dias 18 e 19 de maio na Universidade Nova de Lisboa, reserva vários momentos para os municípios. A ideia é que cada município participante possa revelar e até colocar em reflexão a estratégia e o trabalho que está a desenvolver, as ideias, ferramentas e soluções que está a implementar, com o intuito de tornar os serviços e o próprio espaço comunitário mais inteligente, isto é mais acessíveis e agradáveis para o cidadão. O conceito de cidade inteligente implica, necessariamente, a aplicação de medidas que melhorem a eficiência dos serviços, que descompliquem a vida das pessoas, que criem espaços mais atrativos, que exista humanização e preocupação social em tudo o que se faz. As estratégias não podem ser assumidas de forma uniforme por todos, cada cidade tem vida própria, as suas necessidades e as suas especificidades, o que implica pensamento local, planeamento

Universidade Nova de Lisboa parceira do ZOOM SMART CITIES

A ideia de criar em Portugal um evento dedicado às Smart Cities, em toda a sua transversalidade e plenitude, colheu o entusiasmo da Universidade Nova de Lisboa, que se assumiu como parceira do evento ZOOM Smart Cities, que acontece nos dias 18 e 19 de maio na capital portuguesa. Na génese desta iniciativa está um consórcio de três empresas (Conteúdo Chave – Inovação Tecnologia e Comunicação; Revista Smart Cities – Cidades Sustentáveis; e BAC Speakers Bureau) que se dedicam às áreas da comunicação de Smart Cities e organização de eventos. Alguns dos nomes mais consagrados no designado “pensamento inteligente”, nas mais diversas áreas, já confirmaram a sua presença neste Congresso Internacional, que se destina a todos os agentes ativos, económicos, sociais, culturais, políticos e estrategas, com responsabilidade no planeamento e na implementação de políticas diversas nas cidades. A Universidade Nova, que tem vindo a reforçar as suas competências e ofertas

SASKIA SASSEN CONFIRMADA NO ZOOM SMART CITIES

O Zoom Smart Cities, evento co-organizado pela revista Smart Cities, vai contar com a presença de Saskia Sassen, uma das maiores referências mundiais na área de sociologia urbana. A especialista inaugura os trabalhos da conferência internacional, agendada para os dias 18 e 19 de Maio, na Universidade Nova de Lisboa. Saskia Sassen é uma das presidentes do The Committee on Global Thought, na Universidade de Columbia, e professora convidada na Escola de Economia e Ciência Política de Londres. Responsável pela popularização do termo “cidades globais”, a socióloga foi eleita uma das 50 pensadoras mais influentes em 2014, pela revista Prospect. Autora de livros como “A Cidade Global: Nova Iorque, Londres, Tóquio”, “As Cidades na Economia Global” ou “Sociologia da Globalização”, Saskia Sassen é perita em fenómenos de globalização, migração urbana e impacto das tecnologias de informação e comunicação (TIC) nas formas de governo. A especialista, que escreve regularmente para o Open Democracy e para o The Huffington